terça-feira, 17 de novembro de 2009

A União Zoófila



Faz hoje 58 anos.
E, o que ela tem resistido! Em 1997 a então Presidente Alice Dutra de má memória deixaria atrás de si um canil do 3º mundo e uma associação tão cheia de dívidas que ainda hoje está a pagar e a sofrer as consequências.
Desde então os tempos não têm sido fáceis: lutas internas, conflitos de personalidades, acusações, campanhas de difamação. A tudo ela tem resistido, e as campanhas de pedido de alimentos e medicamentos, ou mantas e cobertores têm tido sempre eco. Isto porque as questões judiciais resolvem-se nos tribunais e as questões relacionais, resolvem-se entre as pessoas e, para além desta realidade, há centenas de cães e gatos para alimentar e cuidar. E, por isso, as pessoas aderem às campanhas e respondem aos pedidos de ajuda da associação. Porque acima de tudo estão e estarão sempre animais. Sem dono, abandonados, feridos, velhos, doentes.
Aproximam-se os tempos difíceis do inverno, do frio e da chuva. E, estes animais precisam muito, de muita coisa.
Para quem tem medo de fazer donativos em dinheiro, pois pensam sempre que o pessoal das associações o mete ao bolso, podem doar rações, latas, gazes, compressas, água oxigenada, medicamentos, desparasitantes; para quem mesmo assim continua com  medo que o pessoal desvie para suas casas estas doações, podem oferecer mantas, cobertores, caminhas, camisolas velhas; e, se mesmo assim continuam com medo de desvios de material, então têm um bom remédio: dêem de vós próprios, isto é do vosso tempo, do vosso dia, da vossa vida. E, aqui não há desculpas.
Ou, então ADOPTEM!












P.S. Como já aqui escrevi a minha querida Mégui que há 11 anos partilha a vida comigo é uma "filha" da UZ, que vivia na cozinha da UZ, na Conde Valbon, sede da associação, naquela época.

2 comentários:

Turmalina disse...

Aqui tb temos instituições como esta.Minha cunhada participa de uma.Eu busco doações para as crianças e ela para os cães e gatos.Assim dividimos as paixões.
Inclusive a casa do meu irmão parece um canil.São 5 cachorros bem distribuídos pelo quintal e mais um que vive solto. A última que chegou por lá é a Ricca, cega de um olho, albina e totalmente surda.Com um único e pequeno detalhe, ela é um dog alemão.E imagine só que ela ia para "descarte".Quando minha cunhada soube, foi buscá-la.Ricca é uma figura adorável, apesar de meio estabanada.Uma coisa é certa, é dificíl conseguir ajuda para estas instituições...mas enfim, não podemos perder as esperanças, não é?
Bjosssss

Zoe disse...

viva turmalina,
tivesse eu quintal ou uma quinta e havia de ver o que era em minha casa de cães e gatos! como o seu irmãoo e a
sua cunhada!
mesmo assim,num apartamento, já são 6 gatos e uma cadela!
a união zoófila é, em, lisboa, a associação que mais alberga de cães e gatos abandonados, mais de 600!!!
beijinhos
zoe