sábado, 21 de novembro de 2009

ASSASSINA!

Um dia destes, moradores, transeuntes e passantes da Av. de Roma viram escrito na montra da loja da estilista Fátima Lopes, em letras garrafais, a tinta vermelha: ASSASSINA, escrita também no chão. A minha colega que lá passou por volta das 8h 15m ainda viu. Depois, lavaram tudo. Quando ela me contou, perguntei-lhe: E, saiu? Saiu. Porque era tinta de água, se fosse tinta de esmalte já não sairia tão facilmente, respondi-lhe eu.
Esta senhora é conhecida por utilizar peles naturais, por se gabar disso e depois com aquele sorriso idiota que a caracteriza dizer que é natural, é normal. Nada, nada, nada neste mundo justifica o uso de peles naturais, onde toda a gente sabe, e viu quem quis, filmes onde os animais são esfolados vivos para obtenção das peles. Não coloquei nenhum vídeo, porque é muito violento e  porque toda a gente já recebeu na sua caixa de correio estes vídeos. Toda a gente excepto a Fátima Lopes. Mas, não é a única. O João Rôlo também. Mesmo antes de saber que a citada burgessa usava peles naturais detestava os trapos que ela vende, acho-os pirosos, vulgares, sem gosto. João Rôlo, idem, sempre o achei um parolão.
Na mesma avenida, mais à frente, está situada a loja da Ana Salazar. Sóbria, original, de bom gosto, requintada. Não precisa de usar peles naturais nas suas colecções. Tal como Miguel Vieira, aliás conhecido pelo seu amor aos animais e pela defesa dos seus direitos.
Agora é politicamente correcto dizer numa discussão, num debate: não concordo, mas respeito a sua opinião, as suas ideias, blá, blá, blá. Pois eu, esta gentinha não respeito coisíssima nenhuma. Alguém consegue ter respeito por substâncias ou pessoas que provocam vómitos?

8 comentários:

Turmalina disse...

Pois foi pouco...deviam ter usado tinta esmalte!!!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

desculpe, Zoe, mas nem consegui ler o post até ao fim. Essa mulher tira-me do sério. Como diz muito bem, só o ar de idiota dela mete nervos! HMMMMMMPFFFFFF

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Só mai uma coisa: soube dessa notícia através de um blog que costumo visitar. O autor criticava a acção e chamava-lhes vândalos.

Zoe disse...

carlos, essa de chamar vândalos a quem pintou a tinta de água, facilmente lavável (quando lá assei já não havia nada), é no mínimo ignorância do significado das palavras. o senhor deveria consultar o dicionário, o Priberam, on line, é muito bom. assim poderia achar o significado para pessoas que esfolam animais vivos para lhes retirar as peles e de outras que as penduram ao pescoço.
cumprimentos
zoe

Zoe disse...

Turmalina,
se você conhecesse a personagem em questão ficava com vontade de lhe dar um tapa: ela é tão irritante,tem um sorriso tão idiota e depois gaba-se de usar peles naturais!só à chapada!
beijinhos
zoe

Graça e Paulo Doutel disse...

Em muitos aspectos o desenvolvimento da Humanidade é um retrocesso cultural e ético enorme.
Aceita-se que os nossos antepassados da Idade da Pedra aproveitassem as peles de animais. O que não se compreende é que, nos "tempos modernos" haja Fátimas Lopes que pensem tão arcaicamente. Não se percebe mesmo...
É peciso mudar as mentalidades e isso, além de dar trabalho, vai demorar muito tempo, infelizmente

Zoe disse...

cada retrocesso cultural e ético que envolva maus tratos e crueldade contra animais é muito doloroso para quem os ama e luta pelos seus direitos.
gostei muito de conhecer o vosso blogue, as vossas viagens e as vossas fotografias.
cumprimentos
zoe

Zoe disse...

carlos
já encontrei o blog a que se referiu.
é um blog à "TVI": fátima lopes atacada a sray, loja vandalizada...o senhor pode ser jornalista, mas de um jornal de liceu! o que é vandalizado n é facilmente lavável com tinta de água... ele refere que a maioria dos traseuntes repudiou a acção, pena n ter encontrado pela frente a minha colega que lhe mostraria com quantos paus se faz uma canoa...
cumprimentos
zoe