quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Paula Rego, botas e gatos




Depois do solinho de ontem que pôs os gatos como lagartos ao sol, veio a chuvinha hoje...chuvinha é gentileza minha. Houve momentos de bastante intensidade.
Detesto engraxar botas: o cheiro, a graxa, os dedos pretos, as unhas sujas, a escova, a meia velha de lã para o brilho final. E, depois de tanto trabalho, ir para a chuva!
Mas, adoro a Paula Rego.
E Pomar.
E Resende.
Falando de vivos.

4 comentários:

Mary disse...

Se vc gosta de Paula Rego,não pode perder a exposição da obra dela na Casa das Histórias em Cascais.

E um dos quadros que lá estão é precisamente o da mulher a engraxar a bota.

A exposição está muito bem organizada e contem as principais obras de cada fase da vida da artista.

Aconselho a ir numa visita guiada pois tira-se muito mais proveito.

Zoe disse...

mary, estás sempre em cima do acontecimento!
mas, quando a exposição da Paula Rego esteve no CCB, há alguns anos, eu visitei-a, logo conheço pessoalmente muitos quadros dela.
ela talvez goste tanto de engraxar como eu...

Turmalina disse...

Aqui engraxar botas não é costume. O calor quase infernal não nos permite este luxo que é a bota.Nem menos ainda os sobretudos que eu acho lindíssimos :o)

Zoe disse...

detesto a roupa e todos os acessórios de inverno: os collãs ficam torcidos nas pernas, sinto-me enchouriçada, n me sei vestir no inverno, e então engraxar botas...