sexta-feira, 24 de julho de 2009

Relatividades

Pessoa por quem tenho grande estima, dizia-me, inchado de convicção, que, por uma questão de princípio, nunca comprava latas de comida para animais. Que é um ultraje, com tanta miséria no mundo.

Eu: __Então, o que dá aos seus animais? (Ele tem uma cadela e uma gata)

Ele: __Carne ou peixe.

Eu:__ Mas, há latas a 37 cts. Fica mais barato comprar uma lata do que carne ou peixe.

Ele:__ Latas, nunca! Por princípio.

Eu:__ Mas, há latas a 50cts, até a 37cts. Fica mais barato comprar latas do que carne ou peixe.

Ele: __ É um ultraje!

Desisti. Íamos repetir a mesma coisa durante 10 ou 15 minutos. As pessoas absolutizam princípios e agarram-se a eles como mexilhão à rocha, nem que os desmontemos com talões de supermercado.
Enfim, é um pormenor irrelevante. A mesma pessoa, tendo encontrado uma gata bebé, levou-a ao veterinário, dizendo-lhe este que ela não iria sobreviver, que não valeria a pena tentar, e que se ele quisesse a poderia adormecer ali mesmo, na hora. Ele não quis, levaram-na, alimentaram-na a contas gotas, substituiram a gata mãe, massanjando-lhe a barriga. Sobreviveu. Já lá vão 19 anos. Isto quando tinha uma criança de 4 anos e outra mais velha para cuidar, o que não impediu de salvar a gata. Só mesmo pessoas com o cérebro do tamanho de uma ervilha não conseguem tratar dos filhos e alimentar uma gata bebé a conta-gotas.

2 comentários:

Luisa Moreira disse...

É melhor comida seca ou de lata, porque é mais completa do que só carne ou peixe, não perceber isto é não perceber nada.

Zoe disse...

pois é luisa,fazer o quê? além de ser mais completa fica mais barata, ao preço a aque estar a carne...

ele tem a seu favor ter salvo a gata há 19 anos atrás...