terça-feira, 7 de julho de 2009

Peregrinos

Quanto mais vejo funerais em directo e apresentações de jogadores de futebol em estádios repletos, mais me convenço que não sou deste mundo, que sou apenas uma ilusão e que nada mais tenho a fazer senão pegar num cajado de peregrino e partir. Ou ser lobo e ir por montes e vales, estepes e tundras. O desejo que lhe está subjacente é o mesmo. Quando falo de peregrinação, não tenho em mente o seu sentido estrito, de ir a lugares santos e de devoção, cujo significado se aproxima muito de romagem ou romaria. Falo do seu sentido mais lato e profundo, do homem que caminha, de todos nós que por aqui andamos em busca do Absoluto. Desenraízados, a caminhar para algures, em busca da nossa própria essência e fim último, a peregrinação propõe-nos sermos alguém face às madrugadas e aos crepúsculos.

8 comentários:

Luisa Moreira disse...

Apetece-me emigrar para o Deserto.

Zoe disse...

também iria de bom grado...
gosto muito do deserto, lá, andamos sem máscaras, sem enfeites, sem convenções sociais, nada, só nós e o Absoluto (para quem acredita...)

Mary disse...

Isso do deserto, pode ser muito bonito mas, é muito calor não há sombras e depois faz muitas dores de cabeça e se acontece uma tempestade de areia com o vento fortíssimo, é areia a entrar por tudo quanto é sítio.

O que é realmente escandaloso, é a subserviência dos nossos media face aos grandes países e a pessoas com dinheiro.

Lá por morrer um artista americano, a que propósito é que nós aqui em Portugal temos que gramar com o espectáculo do seu funeral?

Se fosse o contrário, nem uma linha passava na imprensa americana.

E o que é que nós temos a ver com um indivíduo que ganha muito dinheiro no estrangeiro?

Zoe disse...

mary
no deserto há oásis, para as pessoas descansarem, comerem e beberem. ou então tendas de beduínos...

o que me choca mais a mim é o funeral em directo, como o do papa, ou da princesa diana, ou do cunhal, é transformar a dor em espectáculo

Mary disse...

Ó Zoe, vamos lá a esclarecer uma coisa: vc quer desertos ou oásis?

É que são coisas completamente diferentes.

Isso de oásis no deserto, é cada vez mais raro de encontrar devido ao aquecimento global o qual tem tendência a aumentar.

E quanto às tendas de beduínos, só aquelas que são preparadas para os turistas com pacote de viagens pré pago.

Zoe disse...

mary
os próprios beduínos descansam em oásis, quanto às consequências do aquecimento global tabém não podemos ficar mto descansados, quando o pólo norte começar a derreter...
à falta de beduínos ainda há os tuaregues...

Mary disse...

Essa dos tuaregues não pega!Eu bem os vi em cima dos cavalos a correr de um lado para o outro sem descanso, eles nem tenda têm.

Zoe disse...

mary, mary
há muitos mais tuaregues do que aqueles que tu viste da tua janela...