sábado, 6 de junho de 2009

Paulo Rangel, não!

Lembram-se de uma entrevista de Paulo Rangel ao Sol, em Novembro de 2008? No seguimento dessas declarações a Animal elaborou uma carta à dirigente do PSD em que elencou as citações mais infelizes e preconceituosas daquela entrevista. Cá vão:


“Não faz sentido haver um Dia do Cão.”

“Também não [faz sentido haver um Dia dos Animais]”.

“Um cão nunca deixa de ser um cão. Trocaria a vida do meu cão pela vida de qualquer pessoa em qualquer lado do mundo, mesmo não a conhecendo. Uma pessoa vale sempre mais do que um animal.”

“Os animais merecem protecção mas não são titulares de direitos.”

“Não são eles que têm esse direito [de ser bem tratados e protegidos]. Nós é que temos essa obrigação.”

“Para mim essa é uma concepção errada [a de que os animais devem ter direitos]. Acho que só as pessoas devem ser titulares de direitos.”

“Os animais [também sofrem], mas não sofrem como nós.”

“A caça ou as touradas, enquanto tradições com determinadas características e determinados limites, são toleráveis. Fazem parte da Cultura.”

“Muitas tradições não acabaram e estas [caça e touradas] são daquelas que para mim não devem acabar.”- “Faço uma separação ontológica entre as pessoas e os animais.”

“Num contexto cultural devidamente integrado, certas tradições [como a caça e as touradas] – ainda que possam chocar algumas pessoas – são admissíveis. É a minha posição.”

“Não sou contra [a exibição de touradas na RTP].”- “Desde que devidamente contextualizado [a transmissão de touradas pela RTP, televisão do Estado, expondo as crianças à violência contra os animais], não vejo nisso qualquer problema.”

“A menos que esteja em causa a extinção de espécies, não acho mal [utilização de peles para confecção de vestuário].”- “A dignidade humana é um valor superior ao da dignidade dos animais. O Homem é ontologicamente diferente dos restantes animais.”


Na hora de votar não se esqueçam delas. Sejam emotivos, viscerais, sentimentais ou vão deixar este troglodita mental falar em nosso nome no Parlamento Europeu e votar contra todas as directrizes que minimizem o sofrimento animal?


6 comentários:

Luisa Moreira disse...

Tem toda a razão, foi bom recordar..................muito embora eu nunca vote, nem nunca votarei no PSD.

Zoe disse...

boa noite luísa
já tinha saudades suas. a minha irmã até disse: a luisa deve estar de férias!!!!! já é da família!!!!
eu tb n voto ppd/psd. agora este paulo rangel complica-me com o sistema nervoso central, com aquele ar de bom rapaz, sério, honesto e trabalhador...

Luisa Moreira disse...

Obrigada pela gentileza!
Tenho andado atarefada, isto de actualizar o blogue tem muito que se lhe diga.

Zoe disse...

eu que o diga que só domino, talvez, metade das funcionalidades...este ar miniminalista do meu blog n é de propósito...queria colocar uma mésica de fundo que acabou por ir parar ao perfil, sou seguidora de mim-própria, e por aí adiante...

Ana Cristina Leonardo disse...

mesmo achando as posições do Singer discutíveis, considero estas generalizações perigosas; eu nunca trocaria a vida da minha cadela pela do hitler, por exemplo. nem mesmo que fosse para o levar a tribunal

Zoe disse...

boa noite Ana Cristina
é exactamente essa ideia que ando há tempos para desenvolver:a vida de alguns animais vale mais do que a vida de certas pessoas. Também não trocaria um pêlo dos meus gatos ou da minha cadela pelos tomates de um pedófilo!