sexta-feira, 16 de abril de 2010

Flor ou Uma História com Final Feliz


Lembram-se dela? Com certeza que sim, ela foi aqui publicada muitas vezes, e é ela que está aqui em cima, na imagem que ilustra o meu blogue, numa homenagem aos animais de rua. Mas, o destino da Flor mudou.
Com a doença oncológica da Mooi, o Cabeçudo diabético, e a viagem a Praga fui acabando por esquecer de publicar uma boa notícia para todos os que se alegram cada vez que um animal sai da rua e é adoptado. É que depois de dois anos e meio de vida na rua, ao frio, à chuva, a fugir de cães, gatos com cio, carros, energúmenos, burgessos e afins, a nossa querida e mimada Flor já vive numa casa e a sua vida aburguesada de sofá, desde o dia 11 de Março! Pois é, a minha vizinha do r/chão decidiu-se, por fim __num rasgo de coragem que pensei que não seria capaz___, a levá-la para casa. É para nós, um alívio e o fim de um tempo de sobressalto e preocupação constantes, pois ela estava a afastar-se cada vez mais da praceta onde moramos e onde comia, indo refugiar-se nos motores dos carros de outra praceta, sendo preciso ir chamá-la e buscá-la, por vezes, tarde, muito tarde, na noite. Para a história fica uma pasta com dezenas de fotografias, pois ela, é sem dúvida, das gatas mais fotogénicas que conheci em toda a minha vida.     

14 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Saiu o Totoloto à Flor. Ainda bem!
Bom fds

Zoe disse...

Pode crer Carlos, agora gosta é de sofá e de estar debaixo de edredon, na cama com a dona!
Bom fim-de-semana
Zoe

César Ramos disse...

Boa noite Zoe,

Hoje tive um dia péssimo em termos de querer arranjar a melhor assistência médica num caso que tenho em casa, na pessoa da m/mãe.

Vim agora ao computador e, serviu-me de conforto saber do gesto dessa sua vizinha. Que bom saber que vai haver menos um animal aos tombos na rua.

Claro que me lembro da Flor, e do que a Zoe escreveu sobre ela!

Ela agora que viva cada dia como se fosse o último, para recuperar tanto tempo ao Deus dará...

Enquanto viajou, foi bom a sua vizinha ambientar-se e criar a apetência de ter essa companhia!

Neste caso, tudo acabou afinal, por terminar em bem.

Bem-haja a sua vizinha; e a Zoe também.

Abraço

César

Zoe disse...

Espero que tudo se arranje pelo melhor no que repeita a sua mãe.
A Flor está uma burguesinha de primeira, só quer é sofá e colo!!!! Hoje fui visitá-la pois foi esterilizada esta semana, está muito meiguinha, quem diria, uma gata que até há bem pouco tempo n deixava aproximar nem tocar!!!!!!!!

César Ramos disse...

Zoe,

Obrigado pelo que disse em relação à minha mãe. Hoje ficou no S.O. das Urgências; amanhã... logo se vê!

Passando por cima da esterilização que dizem que amansa, o reconhecimento e agradecimento pela qualidade de vida que adquiriu, faz da Flor essa gatinha querida.
Os animais sabem ser agradecidos! Nem precisam de o fazer, mas são amigos do seu amigo e, às vezes, até são amigos de quem lhes faz mal!

A esterilização amansa, mas pouco! A minha Micha, continua com a sua 'personalidade' vincada, bem como as unhas, e os sopros quando se chateia (...)
Qualquer dia durmo no chão, porque se lhe dá para ficar no meu lugar na cama, sopra para continuar lá...!
Mas, aqui vai uma nota curiosa passada hoje:
- Com tudo o que tenho sofrido hoje senti-me mal e, até me convencerem que a mãe tinha de ir ao hospital outra vez (vão 5 em menos de um mês), tive de dissolver um comprimido debaixo da língua.
Fiquei deitado, pernas para cima, etc.
A Micha tolera-me e eu é que a tenho de namorar - como tenho a voz grossa, ela "desconfia" de mim -, mas hoje, quem é que disse ao animal que eu não estava nada bem? Veio para o pé de mim, deitou-se encostada ao ombro e cheirou-me a cara! Como a confortar-me...! Ela... que nunca me liga nenhuma...!

Por outro lado, hoje, de certos humanos só levei coices!

A Flor merece, por direito, ser burguesa!

Para ela, felizmente, acabou a ditadura do proletariado!

Abraço, beijinhos à Flor
e um Xi à sua vizinha.

César

CGS disse...

Zoe, muito obrigada pelo seu presente e pelas palavras com que se referiu a mim... e tem a resposta ao meu amor pelos animais, que tão bem adivinhou, no meu canto.
Obrigada pela sua presença tão constante. Acredite que a aprecio devidamente, são muito poucos os meus visitantes, uma vez que também são raríssimos os comentários que faço.

Zoe disse...

Boa noite CGS
É um prazer visitar o seu blog e descansar a vista nas imagens, os ouvidos na música e mergulhar na profundidades das palavras. Como sabe, a única coisa que consigo dizer é que é lindo!
Até breve
Zoe

Zoe disse...

César
Espero que a sua mãe já esteja melhor e em casa.
Os gatos pressentem melhor que ninguém, melhor do que os cães, os estados de espírito dos donos.
Quanto à Flor burguesinha só quer é estar na cama, mas debaixo do edredon...
Abraço
Zoe

Luisa disse...

Ganharam ambas, gata e dona. Ainda há gente boa!

Zoe disse...

sim Luísa, na verdade ambas ganharam porque a outra gata da minha vizinha é uma fera não-amansada enquanto que a Flor se está a revelar uma gata muito meiguinha.
Beijinho

maria do carmo disse...

a vizinha sou eu a flor apoderou-.se da casa da tucha (a outra gata da casa) e dos donos. a burguesinha agora tem dilataçao dos intestinos, e precisa de um remédio de inglaterra, que cá já nao há á venda!

Turmalina disse...

Sempre me surpreendo com a dificuldade que é acolher um animal aí.Se bem que eu sou um exagero...se uma gata miar duas ou três vezes na minha porta eu já coloco para dentro.
Fiquei muito feliz por ela :o)

Zoe disse...

A Flor teve muita sorte, e para nós é um alívio, andávamos sempre à procura dela na rua. Nem parece que viveu dois anos e meio na rua. adaptou-se com uma facilidade incrível!

Zoe disse...

A Flor teve muita sorte, e para nós é um alívio, andávamos sempre à procura dela na rua. Nem parece que viveu dois anos e meio na rua. adaptou-se com uma facilidade incrível!